Observatório: Resultado do Processo Seletivo 2016

danforth_turkeyfp_election

O Observatório do Política Externa do Brasil tem o prazer de divulgar os/as estudantes selecionados para o ano de 2016:

Eric Torres Ferreira
Eugenia Rigoni
Gabriel Joaquim
Giovanni de Andrade
Gustavo Costa
Gustavo Figueiredo
Julia Sarlo
Larissa Dias Cunha
Laura Arantes
Laura Gonzaga
Lucas Noleto
Luiz Felipe Roque
Paula Stolar
Pedro Lopes Casella
Pedro Rizzo

PARABÉNS, pessoal!

Solicitamos a gentileza de confirmar interesse até quinta-feira, dia 10/03,  por meio de envio do número de telefone de contato para o e-mail jnascim@gmail.comA primeira reunião ocorrerá sexta-feira, dia 11/03, às 15h. Maiores informações serão divulgadas em breve.

Resultado do processo seletivo do P5′

O Projeto “Atuação no Sistema Interamericano de Direitos Humanos”, P5´, tem o prazer de divulgar os integrantes do grupo em 2016!

Pedimos que as e os aprovados pelo processo seletivo enviem email para luisa.weichert@gmail.com confirmando o interesse na vaga até segunda-feira, dia 07/03. Maiores informações sobre o início das atividades serão divulgadas em breve.
As e os integrantes do grupo são compostos pelos competidores (selecionados em processos de 2015) e pelos novos selecionados no processo de 2016:

 

Beatriz Canhoto
Juliana Mota
Mariana Sonoda
Eloisa Gomes
Felipe Minhoni
Amanda Garcia
Raphael Martins
Matheus Queiroz
Francisco Paes
André Caixeta
Carolina Mariotto
Matheus Chodin
Giovanna Vial
Daniel Campos
Tainá Spuri
Bernardo Fico
Fernanda Nemr
Carolina Martins
Leticia Redis
Priscila Cottarelli
Marcelo Cargano

 

Parabéns e bem-vindos!

Oficina: Quem faz Política Externa?

quem-faz

Quem são os atores envolvidos na formulação, execução e implementação da Política Externa no Brasil? Essa é uma das questões que serão tratadas na Oficina “Quem faz Política Externa?”, a ser ministrada pelo Observatório da Política Externa do Brasil, atividade de extensão do NEI/FDUSP – Núcleo de Estudos Internacionais do Largo de São Francisco.

O evento ocorrerá em 02 de março (quarta-feira), às 16h, na Sala dos Estudantes da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, no âmbito da Calourada das Entidades 2016 do XI de Agosto.

Conforme participação no evento em https://www.facebook.com/events/1698345037076332/

Observatório da Política Externa do Brasil: Inscrições abertas para o Processo Seletivo 2016

itamaraty3

Estão abertas até o dia 06/03/2016 (domingo) inscrições para a disciplina “Observatório da Política Externa do Brasil”, Projeto do Núcleo de Estudos Internacionais do Largo São Francisco (NEI/FDUSP). São até 10 (dez) vagas destinadas a alunas e alunos matriculados do 1º ao 5º ano da graduação da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. A atividade é supervisionada pelo Professor Geraldo Miniuci Ferreira Junior. Veja o edital aqui.

O Observatório da Política Externa do Brasil (P1′)

nei-observatorio

A disciplina de extensão “Observatório da Política Externa do Brasil” tem por objetivo proporcionar, aos alunos e às alunas da graduação, contato crítico com o processo de formulação e implementação da política externa brasileira. As atividades dos alunos e das alunas se darão em duas fases: a) Pesquisa dos elementos que informam a construção do interesse nacional pelas instâncias político-administrativas do Estado brasileiro, tomando como base os itens constantes na atual agenda de política externa brasileira; e b) Contraposição dos elementos obtidos às percepções da sociedade civil sobre os respectivos temas, por meio de manifestações da imprensa, ONGs, partidos políticos e outros membros da sociedade civil organizada.

A partir de 2014, o Observatório tem buscado acompanhar o estabelecimento de mecanismos de participação da sociedade civil sobre temas de política externa pelo Ministério das Relações Exteriores. As atividades incluíram o monitoramento do debate sobre iniciativas como o Livro Branco da Política Externa e um Conselho Nacional de Política Externa. Em 2016, o Observatório manterá a ampliação do enfoque iniciada em 2015, buscando analisar instrumentos de participação social em outros entes governamentais que desempenham funções de elaboração, execução, implementação e fiscalização da política externa brasileira. Esses entes incluem órgãos do Executivo – por exemplo, o Ministério da Justiça, Secretaria de Direitos Humanos, Ministério do Meio Ambiente, Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – e do Legislativo – principalmente as Comissões de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.

Período de Realização e Carga Horária

A Disciplina será realizada ao longo dos dois semestres letivos de 2016. As reuniões, quinzenais, ocorrerão às sextas-feiras à tarde.

Professor orientador, integrante do quadro docente da FADUSP

A Disciplina será orientada pelo Professor Associado Dr. Geraldo Miniuci Ferreira Junior, integrante do quadro docente do Departamento de Direito Internacional e Comparado da FDUSP e docente na Universidade de São Paulo desde 2010.

Responsável pelo desenvolvimento da atividade

As atividades da Disciplina serão desenvolvidas sob responsabilidade de Jefferson Nascimento, aluno de doutorado do Departamento de Direito Internacional e Comparado da FDUSP, sob orientação do Professor Associado Dr. Geraldo Miniuci Ferreira Junior.

Critérios de avaliação das alunas e alunos no desempenho da atividade

A avaliação dos alunos e das alunas da Disciplina levará em consideração seu desempenho na realização das seguintes atividades, entre outras:

  1. Pesquisa e acompanhamento das iniciativas do Governo brasileiro no âmbito de iniciativas de consulta da sociedade civil na formulação da política externa do Brasil.
  2. Manutenção de postura proativa no que tange ao tratamento da elaboração, formulação, implementação e execução da política externa brasileira sob a ótica da transparência pública.
  3. Atualização de banco de dados com notas à imprensa da Assessoria de Imprensa do Itamaraty, classificadas de acordo com os temas constantes na atual agenda de política externa brasileira.
  4. Elaboração de informes temáticos referentes à política exterior brasileira, que serão disponibilizados em sítio eletrônico; e
  5. Participação nos encontros de debate com o orientador da Disciplina, de acordo com os objetivos do projeto.

itamaraty2

Processo seletivo

Número de vagas para alunas e alunos, disponíveis por semestre

Serão ofertadas até 10 (dez) vagas para alunos para os dois semestres de 2016.

Critérios de seleção

Envio dos seguintes documentos até 06/março/2016 para jnascim@gmail.com (assunto do e-mail “Processo seletivo – Observatório 2016”):

  1. Carta de motivação  no qual a candidata ou candidato deverá explicar  seu interesse pelo Observatório (até uma lauda);
  2. Comentário crítico sobre a reportagem “Em meio a crise, chanceler começa a recolocar diplomacia nos trilhos”, de Isabel Fleck, disponível em http://bit.ly/Itamaraty2016 (entre 100 e 150 palavras)

Resultado

Será divulgado em 09/Março/2016 no blog do NEI/FDUSP: www.neiarcadas.wordpress.com

Mais informações

Jefferson Nascimento – jnascim@gmail.com

WhatsApp: (11) 97611-8971

Apresentação do Observatório da Política Externa do Brasil

Captura de tela 2016-02-22 00.16.00

Aberto edital para o projeto P5′ – Atuação no Sistema Interamericano de Direitos Humanos

Estão abertas até o dia 26/02/2016 (sexta-feira) inscrições para a disciplina “Atividade Cultura e Extensão” do Projeto de Atuação no Sistema Interamericano de Direitos Humanos (P5′). São 12 (doze) vagas destinadas a alunas e alunos matriculados do 1º ao 5º ano da graduação da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. A atividade é supervisionada pelo Professor Associado André de Carvalho Ramos.

Projeto de Atuação no Sistema Interamericano de Direitos 

O P5′ surgiu em 2009 com o objetivo de implantar um novo modelo de educação e advocacia em Direitos Humanos, baseado na participação em competições de julgamento simulado em direitos humanos. A preparação para essas competições exige a aplicação de uma metodologia específica que, aliando teoria e prática, permite desenvolver nos estudantes matriculados habilidades consideradas primordiais no ensino jurídico, dentre elas a reflexão a partir de problemas, elaboração de interpretações jurídicas sobre os fatos do caso concreto; treino de oratória e redação de textos jurídicos; além de foco na capacidade argumentativa ao invés de mera memorização de jurisprudência e legislação.

Durante as reuniões presenciais, leituras críticas subsidiam a discussão sobre temas de direitos humanos, o desenvolvimento da jurisprudência internacional neste campo e o funcionamento de cortes internacionais de direitos humanos, como a Corte Interamericana de Direitos Humanos. Além disso, a cada reunião é exigido de uma parte dos alunos matriculados o estudo de um caso prático para a realização de uma simulação, nos moldes das competições. Neste primeiro semestre de 2016 as  atividades serão voltadas ao aprendizado desta metodologia e de habilidades essenciais para a participação em competições.

Atualmente o grupo participa de três competições: Competição de Julgamento Simulado do Sistema Interamericano de Direitos Humanos, da American University Washington College of Law; Competição de Julgamento Simulado em Desenvolvimento Sustentável – FGV Direito Rio e Tulane University e Price Media Moot Court Competition, da Oxford University.

A participação nessas atividades não implica na escolha automática dos participantes como oradores na competição. A escolha dos oradores será feita no segundo semestre de 2016, quando são disponibilizados os casos hipotéticos, a partir de um novo processo seletivo.

Para informações sobre os critérios de seleção, consulte o edital:

Edital-P5-2016-2